Menu

Naima Green: Um trabalho com uma proposta representativa

Retrato de Naima Green, por Rowan Renee

Pursuit, trabalho da fotógrafa Naima Green, consiste em um baralho de 54 cartas que retrata pessoas trans, não-binárias, mulheres queer e indivíduos que não se identificam conforme a identidade de gênero socialmente atribuída ao seu sexo. Para a construção de sua obra, Naima se inspirou no baralho “Dyke Deck” de Catherine Opie, onde a fotógrafa explora a questão do corpo lésbico na fotografia. Green tenta mostrar a diversidade existente e que, às vezes, não é lembrada.

Baralho Pursuit de Naima Green
Baralho Pursuit de Naima Green
Baralho Pursuit de Naima Green

Através de suas fotos, ela almeja que entendamos e respeitemos a individualidade de cada pessoa. Seu trabalho possui grande relevância pois, tendo em vista a sociedade opressora e preconceituosa na qual estamos inseridos, um projeto como este se contrapõe às ideias machistas e sexistas que ainda se perpetuam nos pensamentos de muitos em nossa volta.

Além disso, Naima busca um espaço para o empoderamento negro, fazendo uma apresentação necessária das pessoas que muitas vezes não são representadas na maioria dos trabalhos que são produzidos. Ela busca uma exibição que não seja branca. Busca representar todxs.

Foto: Naima Green

Naima Green é uma artista e educadora que vive atualmente entre Brooklyn, Nova York e Cidade do México. Ela possui um mestrado em fotografia pelo ICP-Bard, um mestrado na Teachers College da Columbia University e um diploma de bacharel na Barnard College da Columbia University. Seus livros são coletados pela MoMA Library, pelo Centro Internacional de Fotografia e pela Barnard Library. 

Foto: Naima Green
Foto: Naima Green
Foto: Naima Green
Foto: Naima Green
Foto: Naima Green
Foto: Naima Green

Conheça mais sobre o trabalho da fotógrafa: http://www.naimagreen.com/

12/11/2019

0 comentários em “Naima Green: Um trabalho com uma proposta representativa”

Publique seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado.