Menu

Brasil

Pedro Heinrich e sua fotografia de rua

O fotógrafo Pedro Antônio Heinrich, nasceu em 1986 em Manaus, mas mora desde a adolescência em Porto Alegre, onde começou a fotografar as ruas com o próprio celular, em suas idas ao Hospital Santa Casa, em visita ao seu pai. Após seu pai falecer, Pedro começou a levar a fotografia mais sério e decidiu se profissionalizar na área.

17/12/2019

Continue lendo

Luisa Dörr: Fotografando com smartphone

Gaúcha de Lageado (RS), Luisa Dörr ganhou projeção internacional em 2017, após ser convidada pela revista Time para retratar as maiores influentes norte-americanas – entre elas a Oprah Winfrey, Hillary Clinton e Selena Gomes. Doze retratos compuseram as capas da série de reportagem especial intitulada “Firsts: women who are changing the world”. O fato de ela ter fotografado essas grandes celebridades com seu celular causou um grande burburinho, tornando-a também uma pioneira.

03/12/2019

Continue lendo

Letícia Lampert: Random City

Na série da designer Letícia Lampert, imagens de lugares diferentes são misturadas, enganando os olhos dos espectadores ao tentar identificar qual é o local. Embora seja evidente a colagem das figuras é difícil dizer onde começa e termina cada imagem. As fotografias destacam tanto cidades que passaram por uma rápida expansão ou períodos de colonização e que, posteriormente, reaparecem em um auto colonialismo espontâneo liderado por tendências da arquitetura e desejos de desenvolvimento.

05/11/2019

Continue lendo

Fábio Mariot: Os gaúchos da fronteira oeste

Ao longo do trabalho, os elementos que compõem o entorno dos retratos passaram a chamar a atenção do fotógrafo. Fábio passou então a registrar objetos que fazem parte da rotina de quem vive no campo e que de alguma forma também se revelam retratos das tradições e de um modo de viver.

25/09/2015

Continue lendo

Leopoldo Plentz: O jardim das delícias

O interesse por objetos e materiais abandonados, sem valor de uso, já foram tema de três trabalhos recentes do professor do Centro de Fotografia da ESPM-Sul Leopoldo Plentz. Em Topografia, restos de árvores cortadas; em Arqueologia Urbana, itens de consumo amalgamados no asfalto; e em Coisas Inúteis, sobras do cotidiano. A partir de 18 de outubro, Plentz retoma o assunto, com fotos inéditas, na exposição Jardim das Delícias. A mostra integra o VI Festival Internacional de Fotografia Photovisa, realizado na cidade de Krasnodar, no sudoeste da Rússia.

10/10/2014

Continue lendo

José Medeiros: A luz brasileira

Na definição de Glauber Rocha, José Araújo de Medeiros (1921 – 1990) foi o único fotojornalista do século XX que “sabia fazer uma luz brasileira”. Em sua obra, houve espaço para as personalidades famosas e os marginalizados, para boemia da elite e as festas populares, para a situação dos negros, dos indígenas, dos enfermos, das ruas do país.

10/09/2013

Continue lendo