Skip to content

19 de julho de 2016

Ethan James Green: a juventude de Nova York

 

 

Desde os 14 anos, quando vivia em Michigan, Ethan James Green queria ser fotógrafo de moda. Em seguida, tendo a carreira de modelo como uma oportunidade, Green mudou-se para Nova York. Em meio a seus contatos profissionais, conheceu o fotógrafo David Armstrong, com quem passou a trabalhar – e cujos retratos passou a admirar. Inspirado pelos ensaios de Armstrong – que viria a falecer em 2014 –, Green concebeu a série Young New Yorkers [Jovens nova-iorquinos].

 

 

 

 

Os retratos de Green dialogam com a produção de Armstrong – que era amigo de Nan Goldin e que, como ela, retratou de forma crua o cotidiano de jovens de Nova York. “Me apaixonei pelos personagens que Armstrong tinha fotografado”, conta Green. “Ao passo que Armstrong me contava histórias do passado, decidi buscar equivalentes nos dias de hoje”, explica.

 

 

 

 

Pouco a pouco, Green estabeleceu uma rede de amigos para seus retratos, tendo suas contas no Instagram e no Tumblr como apoio para divulgar o projeto. Seus personagens incluem pessoas das comunidades queer e transexual de Nova York, além de frequentadores da vida noturna e cultural da cidade.

 

 

 

 

Green relata que, com o uso das redes sociais, tornou-se mais fácil para jovens de diversas localidades dos Estados Unidos fazerem contatos com moradores de Nova York, tendo assim a oportunidade de descobrirem a metrópole e se libertarem de suas rotinas e cidades natais. São esses novos personagens que tornam a cidade uma fonte inesgotável de histórias para os retratos de Green.

 

 

Comments are closed.