Menu

Fundamentos da Fotografia: Velocidade do Obturador

No post anterior falamos sobre Exposição, ou seja, a quantidade de luz que o sensor captura de uma cena. A exposição é controlada pelos três controles: ISO, obturador e diafragma.

Para controlar a exposição é preciso entender cada um dos controles separadamente, hoje vamos falar sobre a Velocidade do Obturador.

O QUE É O OBTURADOR?

O obturador fica localizado no corpo da câmera e pode ser comparado à uma cortina, toda vez que a cortina abre, permite a entrada de luz no sensor da câmera (no sistema analógico, o filme), ou seja, a luz atinge o sensor, registrando a fotografia. 

Essa cortina pode abrir e fechar rapidamente, permitindo que o sensor fique pouco tempo exposto à luz ou abrir e fechar lentamente, permitindo que o sensor fique mais tempo exposto à luz. Ou seja, a velocidade com que a cortina abre e fecha ocasiona maior ou menor entrada de luz, controlando a exposição da fotografia.

Neste exemplo foi alterado somente a velocidade do obturador, sem corrigir a perda ou ganho de luz ocasionado pela mudança.

COMO SABER SE A CORTINA ESTÁ RÁPIDA OU DEVAGAR?

A escala do obturador é expressa em fração de segundos ou segundos inteiros e é o fotógrafo quem define a velocidade do click. Essa velocidade também é chamada de tempo de exposição, determinando quanto tempo o fotógrafo quer deixar o sensor exposto à luz.

Por exemplo, 1/1000 significa que o obturador vai se abrir por 1 milésimo de segundo, o que é muito rápido. Já 1/100, significa que a velocidade é de 1 centésimo de segundo, que é mais lento do que a velocidade anterior. É possível fotografar ainda mais devagar, com velocidade de 1″, 5″, 10″ ou 15″ segundos inteiros.

ALÉM DA LUZ, O QUE MUDA AO FOTOGRAFAR MAIS RÁPIDO OU MAIS DEVAGAR?

Além de influenciar na quantidade de luz capturada, a velocidade em que o obturador dispara ocasiona um efeito estético na imagem: borrar ou congelar movimentos.

Se houver, na cena fotografada, alguém ou algum objeto em deslocamento, ao clicar com a baixa velocidade do obturador o sensor ficará mais tempo exposto à luz, permitindo que o objeto da cena se desloque enquanto está sendo fotografado. Como consequência, a imagem registrará seu rastro de movimento resultando em uma imagem borrada.

Já ao utilizar uma alta velocidade do obturador, o sensor ficará menos tempo exposto à luz, não dando tempo para o objeto se deslocar enquanto acontece o disparo. A consequência disto é o registro de uma fração de segundo deste movimento, resultando em uma imagem congelada.

Neste exemplo, além de alterar a velocidade do obturador, foi necessário alterar o diafragma para que a luz se mantivesse igual nas duas fotografias. Nas próximas semanas falaremos detalhadamente sobre o diafragma.

QUAL VELOCIDADE DEVO UTILIZAR?

Para responder essa pergunta é preciso levar em consideração a luz disponível no cenário escolhido, o que está sendo fotografado e a intenção do fotógrafo. Portanto, não existe fórmula mágica.

Se o ambiente for escuro, a velocidade possivelmente precisará ser mais baixa. Se o ambiente for claro, a velocidade utilizada poderá ser mais alta, porém dependerá também do uso dos outros controles: ISO e diafragma, que podem auxiliar no controle da luz.

Se o assunto fotografado se movimenta rapidamente, será necessário maior velocidade para congelar o movimento, caso essa seja intenção. Se o assunto fotografado for um objeto ou algo estático, a velocidade não precisará ser tão alta, porém talvez você necessite de um tripé, para manter a câmera firme durante o clique.

E, por fim, o uso da velocidade pode ser influenciada por sua intenção, se quer borrar ou congelar movimentos e se a fotografia será sub exposta, bem exposta ou super exposta.

O quadro abaixo apresenta os parâmetros para congelar os movimentos de acordo com cada cenário:

Você ficou com alguma dúvida? Mande para gente, ela pode ser a dúvida de outras pessoas também!

25/09/2019

0 comentários em “Fundamentos da Fotografia: Velocidade do Obturador”

Publique seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado.