Skip to content

15 de maio de 2015

O universo onírico de Keith Carter

 

 

Atmosfera é uma palavra que define bem o que o fotógrafo Keith Carter concebe em cada imagem de seus ensaios. Suas fotografias em preto e branco revelam um universo de mistério, um mundo onírico carregado de fantasia.

 

 

 

“Minhas imagens, por vezes, tendem a um lado escuro e solitário. Em meu mundo de verdades e meias-verdades, os personagens podem ser deslocados ou decaídos, mas minhas crianças vivem num reino onde tudo que cai tem chance de ser resgatado”, conta o fotógrafo.

 

 

 

Tudo parece perpassado por memórias distantes – certo clima fantasmagórico que faz pensar em tempos e espaços variados convivendo em uma mesma imagem. Diversas camadas de interpretação estão presentes nas fotografias, e o que está fora de foco é tão importante quanto o que se vê de forma mais nítida. Nada, no entanto, é exatamente o que parece ser.

 

 

 

Keith Carter nasceu em 1948, em Madison, Winsconsin (EUA). Já participou de mais de cem exposições individuais em diversos países. Suas fotografias fazem parte de inúmeras coleções públicas e privadas, incluindo a National Gallery, de Londres, e o Getty Museum, de Los Angeles.

 

 

 

Comments are closed.