Skip to content

16 de setembro de 2011

O polivalente Erwin Olaf

Auto-Retrato de Erwin Olaf. Projeto I Wish, I am and I Will

Em todos os gêneros com que trabalha, Erwin Olaf declara procurar fotografar sempre a mesma coisa: o não dito. Formado em Jornalismo e amante da arte moderna, migrou para a fotografia publicitária nos anos 1990, mas manteve características de seu gênero de origem, o fotojornalismo, no trabalho em estúdio. Em suas imagens, vê-sê tanto sensualidade quanto humor, tanto o desespero quanto a graça. A dualidade entre o masculino e o feminino também é explorada por ele com originalidade e uma pitada de ironia.

Paradise Portraits. Foto: Erwin Olaf

Paradise portrait. Foto: Erwin Olaf

Olaf nasceu na Holanda e viveu e trabalhou em Amsterdam até os anos 1980. O reconhecimento mundial chegou em 1988, quando conquistou o prêmio Young European Photographe com a obra “Chessmen”. Ao ganhar fama, foi presenteado, também, com o adjetivo de polêmico. Enquanto muitos rejeitam a forma explícita como aborda temas controversos, outros consideram este seu grande diferencial: a naturalidade com que trata assuntos ainda considerados tabus.

Foto: Erwin Olaf

Foto: Erwin Olaf

A influência surrealista é outra característica marcante dos cliques do holandês, que já assinou campanhas publicitárias de marcas como Microsoft, Levi’s e Nokia. Entre suas séries mais famosas estão “Grief”, “Rain”, “Paradise Portraits” e “Royal Blood”. Este ano, foi o retratista da princesa holandesa Máxima em seu aniversário de 40 anos. A herdeira do trono foi retratada com a meticulosidade e o detalhismo característicos de suas peças publicitárias e ensaios.

Royal Blood Foto: Erwin Olaf

Royal Blood Foto: Erwin Olaf

Para o deleite dos amantes da plasticidade — e que não resistem a imagens marcadas por cores brilhantes e tratamento impecável —, Olaf disponibiliza seu portfólio completo no site oficial: www.erwinolaf.com

Chessmen, VI. Foto: Erwin Olaf

Chessmen, V. Foto: Erwin Olaf

Read more from Sem categoria

Share your thoughts, post a comment.

(required)
(required)

Note: HTML is allowed. Your email address will never be published.

Subscribe to comments