Skip to content

21 de janeiro de 2015

Nick Knight: ampliando as fronteiras visuais de moda

 

 

Um rápido olhar para as fotos de Nick Knight é suficiente para se ter noção de como seu trabalho se destaca na fotografia de moda. Não é à toa que suas imagens dão a cara de campanhas de marcas como Dior, Swarovski, Levi Strauss, Calvin Clein e Yves Saint Laureant. Além disso, nomes ilustres como Yohji Yamamoto, John Galliano e Alexander McQueen já foram clientes de Knight, considerado um criador que ampliou as fronteiras visuais da moda. No post de hoje, vemos suas cores vivas, figuras misteriosas e formas inusitadas.

 

 

Em entrevista à revista Ponystep, o fotógrafo fala sobre o ambiente que o inspirou no início de sua carreira. “Me pareceu tão fascinante o mundo da moda internacional nos anos 1980, tão diferente de tudo que qualquer pessoa estava vendo, que eu achava uma pena apenas seis pessoas em uma sessão de fotos poderem ver o que estava acontecendo”, lembra.

 


“Naomi Campbell tinha 16 anos na época, e Prince havia lhe dado uma fita de seu novo álbum. Então ela veste uma jaqueta escarlate incrível de Yohji Yamamoto… e o jeito como ela se move! Pensei: tanta gente deveria ver isso, porque é uma incrível obra de arte, moda, teatro, como você queira chamar”, completa Knight.

 

 

O fascínio pelo mundo da moda, no entanto, é acompanhado por uma postura crítica do fotógrafo em relação às noções hegemônicas de beleza. “Meu objetivo sempre foi forçar os limites do que é e não é belo”, conta o fotógrafo ao jornal britânico The Independent.

 

 

 

 “Ao invés de ser ampliada, nossa percepção de beleza se torna cada vez mais estreita. Para fazer dinheiro, a indústria gradualmente se limita ao mínimo denominador comum. No visão de quem lidera as grandes empresas, qualquer coisa que fuja ao ordinário vai assustar as pessoas. Mas qualquer um que tenha cérebro sabe que é a estranheza e imperfeição de uma pessoa que atrai as demais”, defende o fotógrafo.

 

 

Share your thoughts, post a comment.

(required)
(required)

Note: HTML is allowed. Your email address will never be published.

Subscribe to comments