Skip to content

3 de abril de 2013

Cores que ofuscam: a Austrália na fotografia de rua de Trent Parke

Retrato de Trent Parke.

Foi aos 12 anos, usando a Pentax Spotmatic de sua mãe e a lavanderia de casa como laboratório, que a história de amor de Trent Parke com a fotografia começou. Nascido em Newcastle em 1971, Parke, um dos mais importantes nomes do fotojornalismo contemporâneo, é o único fotógrafo australiano representado pela agência Magnum atualmente. Não por acaso, são imagens do ensaio Coming Soon (2005), com cenas urbanas flagradas em seu país, que ilustram esta postagem.

Foto: Trent Parke.

Foto: Trent Parke.

O ensaio em questão marca uma importante mudança na carreira do jovem fotógrafo: após ter construído sua assinatura com imagens em P&B, Coming Soon assinala sua entrada na fotografia colorida. E, sem medo de utilizar recursos tecnológicos olhados com desconfiança por veteranos ortodoxos, como High Dynamic Range-technique (HDR), marca seu enorme sucesso ao explorar as possibilidades dos recursos cromáticos. Para Trent, a transição permitiu a construção de um trabalho que não apenas revela fisicamente a Austrália contemporânea, mas também inclui os efeitos psicológicos do constante confronto dos transeuntes com a publicidade.

Foto: Trent Parke.

Foto: Trent Parke.

Ainda de acordo com Parke, seu trabalho é marcado por uma intensa perseguição à luz, definida por ele como capaz de transformar o comum em mágico. Iluminados em abundância ou entrecortados por intensos feixes brilhantes, os cenários de Coming Soon revelam os personagens e os anúncios que colorem as ruas de Sydney, marcadas por uma atmosfera tão praiana quanto urbanizada. Foi um ano após essa série, feita em 2006, que Parke tornou-se membro pleno da mítica Magnum, com a qual já colaborava desde 2002.

Foto: Trent Parke.

Foto: Trent Parke.

Uma épica viagem de carro pelo país também o rendeu o prestigiado prêmio W. Eugene Smith para fotografia humanística, em 2003. Acompanhado de sua esposa e do amigo Narelle Autio, também fotógrafo, Parke viajou por quase 90 mil quilômetros fotografando lugares remotos e ocasionalmente perturbadores, caóticos e melancólicos. O ensaio fruto da jornada, Minutes to Midnight (2004), também venceu o World Press Photo Awards e tornou-se o recordista de visitas no The Australian Centre for Photography, onde foi exibido em janeiro e fevereiro de 2005.

Foto: Trent Parke.

Foto: Trent Parke.

Share your thoughts, post a comment.

(required)
(required)

Note: HTML is allowed. Your email address will never be published.

Subscribe to comments