Skip to content

6 de junho de 2014

As profundezas do Mar Branco, por Alexander Semenov

Retrato de Alexander Semenov

O Mar Branco, no noroeste da Rússia, é o local onde o fotógrafo russo Alexander Semenov realiza séries fotográficas que mostram um mundo desconhecido e fascinante. Chefe do Departamento da Estação Biológica do Mar Branco, Semenov enfrenta condições adversas de temperatura para mostrar espécies com cores e formas surpreendentes.

Foto: Alexander Semenov

Foto: Alexander Semenov

“Quando comecei a experimentar a fotografia da vida marinha, tentei, por diversão, fazer registros de pequenos invertebrados, com minha câmera DSLR velha e sem qualquer luz ou lente profissionais. Coletava os animais embaixo d’água e os fotografava no laboratório. Depois de dois ou três meses de falhas, acabei reunindo algumas boas imagens e as mostrei à equipe”, conta o fotógrafo. As primeiras fotos inspiraram Alexander a comprar equipamentos de iluminação e uma câmera semiprofissional com acessórios para fotografar embaixo d’água.

Foto: Alexander Semenov

Foto: Alexander Semenov

“Passei a temporada seguinte tentando fotografar as mesmas criaturas, mas dessa vez, no seu habitat natural. Era muito mais difícil e passei mais dois meses sem obter resultados significativos. Mas depois de trabalhar em algo diariamente, é inevitável que você adquira experiência. Acabei então fazendo algumas fotografias interessantes e agora, após quatro anos de prática, consigo boas fotos quase todas as vezes que mergulho”, explica Alexander.

Foto: Alexander Semenov

Foto: Alexander Semenov

“Muitas espécies marinhas não podem ser fotografadas embaixo d’água por uma série de motivos. Alguns animais são muito pequenos, passam a maior parte do tempo escondidos no solo, enquanto outros vivem nas profundezas escuras onde é impossível mergulhar”, comenta o fotógrafo. “Na nossa estação, coletamos espécimes usando diferentes métodos. Como resultado, podemos apresentar uma vasta gama de animais, os quais não havíamos visto previamente em seu ambiente natural”, completa Alexander, especialista na investigação de invertebrados, com ênfase no estudo de cérebros de águas-vivas.

Foto: Alexander Semenov

Foto: Alexander Semenov

Comments are closed.