Skip to content

1 de dezembro de 2015

As árvores de Emma Livingston

 

 

Andando pelas ruas de Buenos Aires, a fotógrafa Emma Livingston encontrou as personagens para um ensaio que se debruça sobre as relações da natureza com o espaço urbano. Em Tree Portraits, Emma constrói uma tipologia de árvores plantadas nas calçadas da capital argentina, lançando um olhar não apenas para as distintas formas das espécies, como também para os contextos onde elas fincam suas raízes.

 

 

 

 

“Penso que há paralelos entre as árvores e nós – em suas individualidades e no que diz respeito ao seu destino: como estão fadadas a crescer ou não, florescer ou sofrer, e por fim morrer no ambiente urbano de concreto e poluição”, conta a fotógrafa.

 

 

 

 

Ao descrever as árvores fotografadas, Emma usa palavras como “postura” e “atitude”, o que deixa claro a intenção de fazer retratos em que se constrói certa expressividade. Na série, o termo técnico “indivíduo arbóreo”, utilizado no contexto do planejamento urbano, ganha todo um sentido particular.

 

 

 

 

Nascida em 1976, em Paris, com cidadania britânica e filha de uma argentina, Emma Livingston vive em Buenos Aires desde 2005. Graduada em História da Arte pela University College de Londres, tem na natureza seu principal foco de interesse. Desde 2006 já realizou quatro exposições individuais e participa de festivais e mostras coletivas em países como Argentina, México, Estados Unidos e Inglaterra.

 

 

Comments are closed.