Skip to content

27 de junho de 2014

Angelo Merendino: a batalha que não escolhemos

Retrato de Angelo Merendino

“Não há vida normal com o câncer. Quem sobrevive à doença precisa definir um novo senso de normalidade.” Assim, o fotógrafo norte-americano Angelo Merendino descreve a experiência que teve ao lado da esposa, Jennifer, que precisou enfrentar um longo tratamento contra um câncer de mama. “À medida que lutávamos para comunicar que precisávamos de ajuda, nossas palavras começaram a falhar. Voltei-me para a única forma de comunicação que conheço – minha câmera. Não havia a intenção de fazer um livro ou uma exposição. Essas imagens nasceram de uma necessidade”, conta o fotógrafo, no texto que acompanha a série de fotos.

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

O câncer de Jennifer foi diagnosticado cinco meses após o início do relacionamento com Angelo. “Lembro-me do momento exato… a voz de Jen e a sensação de anestesia que me envolveu. Aquele sentimento nunca mais me deixou”, recorda. No ano seguinte, depois de um primeiro tratamento contra a doença, acreditava-se que Jennifer estaria curada. Pouco tempo depois, no entanto, um exame revelou que o câncer havia sofrido uma metástase, chegando ao fígado e aos ossos. O tratamento recomeçou imediatamente.

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

“Nos tornamos mais próximos com cada desafio. As palavras passaram a ser menos importantes”, diz o fotógrafo. “As fotos mostram as dificuldades, o medo, a tristeza e a solidão que encaramos, que Jennifer encarou enquanto lutava. E o mais importante de tudo: elas mostram o nosso amor”, conta Angelo.

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Ao todo, os tratamentos duraram aproximadamente quatro anos. Com o avanço da doença, Jennifer passou a usar um andador. Além disso, internações com mais de dez dias de duração passaram a ser comuns. O quadro tornava-se ainda mais desgastante devido às discussões do casal com os seguros de saúde a respeito das frequentes consultas com médicos, questionadas pelas empresas.

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Em 22 de dezembro de 2011 Jennifer faleceu, aos 40 anos. Na visão de Angelo, o que se produziu ao longo de momentos tão difíceis pode, quem sabe, ajudar outras pessoas que lidam com a doença: “Através dessas fotos, na próxima vez que perguntarem a uma pessoa com câncer como ela se sente, a resposta será recebida com mais informações, empatia, entendimento, cuidado e preocupação sincera”.

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Foto: Angelo Merendino

Comments are closed.