Skip to content

18 de novembro de 2016

“Tias”, de Nadia Sablin

 

 

O universo familiar é a matéria-prima do ensaio Aunties [Tias] da fotógrafa russa Nadia Sabin. Suas imagens, obtidas ao longo de sete anos, mostram a rotina de Alevtina e Ludmila, suas tias, nos meses mais quentes do ano, quando viajam à região noroeste da Rússia para veraneios no vilarejo de Alekhovshchina.

 

 

 

 

As imagens se revelam um comentário sobre vínculos familiares – das irmãs Alevtina e Ludmila e delas com a sobrinha. De forma bastante objetiva, dispensando recursos mais complexos, Nadia apresenta instantes desse cotidiano e abre espaço para o espectador imaginar o passar dos dias em um contexto desacelerado, de reconexão da fotógrafa com suas origens.

 

 

 

 

O dia a dia da dupla consiste em atividades domésticas – manutenção da casa, colheita de frutas, passatempos – por vezes encenadas pela fotógrafa, que resgata memórias da infância para pensar a composição de algumas das imagens. De certa forma, é como se Nadia buscasse garantir a permanência desse mundo em suas fotografias.

 

 

 

 

Há portanto um registro de caráter mais biográfico da vida das duas senhoras, como também um trabalho de colocar a própria vida de Nadia no cerne do ensaio. Mais do que isso, as memórias das personagens e da fotógrafa adquirem protagonismo com as imprecisões e invenções que fazem parte do trabalho de recordar o passado.

 

 

 

 

Nascida na Rússia, vivendo atualmente em Nova York, Nadia Sablin realizou seus estudos universitários nos Estados Unidos e já recebeu diversas distinções por sua produção fotográfica. Realizou exposições coletivas e individuais em importantes instituições norte-americanas como o Philadelphia Museum of Art. A série Aunties foi publicada em livro pela editora Duke University Press.

 

 

Comments are closed.