Skip to content

25 de outubro de 2016

Hajdu Tamás: humor e absurdo numa cidade romena

 

 

Imerso no cotidiano da cidade de Baia Mare, no noroeste da Romênia, onde vive, Hajdu Tamás elenca uma série de instantes em que se percebe seu olhar atento ao ordinário e ao inusitado das ruas. Suas imagens explicam pouco de seus contextos – o espectador é brindado apenas com pistas de cada situação retratada pelo fotógrafo.

 

 

 

 

Um humor sutil perpassa as imagens, muitas delas tendo animais como protagonistas – o que remete a um dado biográfico: Tamás é veterinário há mais de dez anos. Há, no entanto, menos um interesse pela vida animal em Baia Mare e mais uma atenção ao absurdo de certas cenas, que por vezes trazem também algo de cinematográfico em suas luzes e composições.

 

 

 

 

Em entrevista ao jornal britânico The Independent, Tamás destaca o contexto de contradições da vida romena como elemento que favorece seu trabalho – tudo aquilo que diz respeito aos tempos e ruínas que se sobrepõem da época do comunismo e dos anos que se seguiram. Nesse sentido, o periférico contemplado por Tamás parece falar também do lugar ocupado pela Romênia no mundo ocidental – o retrato de um país e sua história de transformações.

 

 

 

 

Nascido em Simleu Silvaniei, na Transilvânia (Romênia), em 1976, Hajdu Tamás atua como veterinário e fotógrafo na cidade de Baia Mare, onde desenvolve a maior parte de sua produção. Nos últimos anos, tem participado de feiras e concursos fotográficos, além de ter seu trabalho publicado em diversas revistas europeias.

 

 

 

Comments are closed.