Skip to content

24 de janeiro de 2017

Valery Melnikov: as tensões na república de Lugansk

 

 

A revolução da praça Maiden, em Kiev, na Ucrânia, ocorrida entre 2013 e 2014, segue tendo consequências. Uma delas foi a intensificação de movimentos pró-Rússia no leste do país, o que levou a criação de duas repúblicas autoproclamadas: Donetsk e Lugansk, que se declararam independentes do governo ucraniano. A última é objeto de uma série de imagens do fotógrafo russo Valery Melnikov.

 

 

 

 

“Apesar das diversas tentativas de cessar-fogo e resolução do conflito, nenhum lado está pronto para baixar as armas”, conta o fotógrafo. Ao longo de aproximadamente três meses, a população de Lugansk ficou sem água e eletricidade, após cortes realizados pelo governo ucraniano.

 

 

 

 

Recentemente, negociações para trocas de prisioneiros avançaram, contribuindo para que o suprimento voltasse ao normal. Os conflitos na região levaram centenas de pessoas a buscarem novos lares. Enquanto isso, a tensão segue constante entre o governo de Kiev e os novos estados independentes pró-Rússia.

 

 

 

 

A posse de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos é mais um elemento que provavelmente terá consequências na situação geopolítica do leste europeu e nas relações entre Rússia e Europa ocidental. Novos capítulos da história de lugar de fronteira que demarca tensões entre as principais potências do mundo.

 

 

 

 

Valery Melnikov é um fotógrafo russo que já recebeu diversos prêmios por conta de coberturas de conflitos recentes como os da Síria e de Kiev. Dedica-se ao fotojornalismo desde o início de sua carreira e já teve imagens publicadas nos principais periódicos da Europa e dos Estados Unidos. Suas fotos de Lugansk lhe renderam um dos prêmios do concurso internacional da Magnum em 2016.

 

 

Comments are closed.