Skip to content

22 de julho de 2016

Matjaz Krivic: Cavando o futuro

 

 

“Quero mostrar como as crianças ocidentais brincam no Playstation, enquanto as crianças nascidas no lado errado do mundo estão morrendo por isso.” O paralelo traçado pelo fotógrafo esloveno Matjaz Krivic é consequência de seu contato com mineiros de Burkina Faso, na África, na série Digging the Future [Cavando o futuro] – mais especificamente da região próxima à cidade de Bani, onde cerca de 15 mil trabalhadores, dos quais um terço é composto por crianças, se expõem aos perigos da mineração.

 


 

 

“Às vezes, leva-se duas semanas até que seja encontrada a quantidade de ouro usada em um smartphone. Concessionários autorizados pelo governo fazem vistas grossas para as crianças das minas, que sofrem e morrem sonhando com seu próprio Eldorado, ao custo de nossos telefones”, conta o fotógrafo.

 

 


 

Krivic relata ainda que a maioria das crianças exploradas na mineração nunca foi à escola – muitas delas, inclusive, não têm onde morar, e dormem amontoadas ao lado das minas. Ou seja, mais um exemplo de escravidão no mundo contemporâneo, com o agravante dos riscos imediatos e dos problemas de saúde que a longo prazo são comuns entre os mineiros.

 



 

Além de serem inalados no interior das minas, os metais pesados estão presentes na água utilizada pelos trabalhadores para consumo e higiene. O contato com essas substâncias ocorre também no processo de extração do ouro – que, por fim, ainda poluem o solo.

 

 


 

Ao longo de mais de 18 anos, Krivic retratou comunidades nativas de diversas regiões do planeta. Desde que passou a se dedicar à fotografia, viaja pela Ásia e pela África em busca de novas histórias. Seu trabalho também tem como foco as paisagens urbanas de países em desenvolvimento.

 



 

Os projetos multimídia e as instalações de Krivic são exibidas ao redor do mundo desde 1999, com mostras individuais realizadas em países como China, Rússia, Tibet, Croácia e Eslovênia, além de exposições coletivas apresentadas na Europa, na Austrália e nos Estados Unidos.

 



Comments are closed.