Skip to content

Posts from the ‘Exposição’ Category

17
abr

Canela Photo Workshops 2013 aproxima estudantes e mestres da fotografia

Alunos do Centro de Fotografia ESPM-Sul. Foto: Schari Kozak.


A bela e fria cidade de Canela, na Serra Gaúcha, foi contagiada pela movimentação em torno do Canela Photo Workshops, festival que realizou a sua 11ª edição entre 10 e 14 de abril. Mais de 400 pessoas circularam pelas exposições, palestras e cursos promovidos com grandes nomes da fotografia no Brasil. Foi, sobretudo, uma oportunidade de aproximação entre estudantes e veteranos da área, que puderam aproveitar o ambiente informal do CFW para trocar ideias. Os alunos do Centro de Fotografia ESPM-Sul ainda reservaram um tempo para explorar a cidade e fazerem suas próprias fotos. No final deste post, eles dão outras visões do evento.

Foto: Schari Kozak.


Foto: Rodrigo Baleia.

O fotógrafo Raul Krebs, um dos organizadores, reforça que o Canela Photo Workshops vai além de oficinas, palestras, leituras de portfólios, mesas-redondas. É nos momentos de descontração que o principal objetivo do evento se concretiza: “Mantivemos o carater informal que sempre existiu nas edições do CFW e conseguimos realizar um encontro para discussão de ideias”, conta Krebs. Ele também percebe que, ano a ano, o público do festival começa a ser consolidado: “São fotógrafos, em sua maioria, com as mais diversas experiências e áreas de atuacão. Mas temos a presença de cineastas, escritores, artistas e produtores culturais. Além dos estudantes, claro. Mas o CFW acaba envolvendo toda a comunidade canelense.”

Foto: Rodrigo Baleia.

Evandro Teixeira, Orlando Britto, Claudio Edinger e Fernando Bueno. Foto: Rodrigo Baleia.

A edição de 2013 do festival trouxe várias atrações inéditas, como os projetos irreverentes da dupla Hans Georg e Ana Rodrigues (Foto120, Stendal, Escambo), a oficina de fotografia subaquática, e o Leilão Virtual de duas fotografias vintage através de duas galerias (Galeria da Gávea/RJ e Bolsa de Arte/POA) - que vai até o dia 24/4. A organização trouxe de volta as atividades que fizeram sucesso em 2012 como o dia de palestras, a cobertura fotográfica feita por Rodrigo Baleia, da National Geographic, e uma exposição no famoso Palácio das Hortênsias.

Outra grande novidade foi a montagem das exposições de Raul Krebs e Leopoldo Plentz nas Ruínas do Cassino, local destinado a abrigar o futuro Instituto Canela de Fotografia e Artes Visuais – Casa da Fotografia Brasileira. Aliás, o instituto acaba de ganhar um presidente: Eduardo Bueno (Peninha) foi empossado durante o evento.

Foto: Rodrigo Baleia.

Eduardo "Peninha" Bueno. Foto: Rodrigo Baleia.

Entre os diversos palestrantes que estão no mercado há muito tempo, o nome de Eduardo Biermann chamou a atenção, pois o ex-aluno e ex-funcionário do Centro de Fotografia da ESPM de apenas 23 anos falou do ponto de vista de quem acaba de entrar no mercado e já é considerado uma das promessas da sua geração. Biermann apresentou um conjunto de fotografias de shows de rock e relatou a experiência de vencer um concurso e trabalhar com a marca Nike. Outra ex-aluna, a fotógrafa Roberta Borges, ministrou uma das oficinas mais inusitadas do evento: “Fotografando com caixa estanque”, com prática de fotografia embaixo d’água. Na exposição 12 Fotógrafos ainda foi possível conferir o talento de quatro fotógrafos formados pelo Centro de Fotografia ESPM-Sul: Gabriela MO, Marcelo Donadussi, Lucia Simon e Alexandre Raupp.

Krebs aponta a programação de sábado (13/04) como o ponto alto do evento. Neste dia, os participantes puderam se familiarizar com os trabalhos de alguns dos maiores nomes da fotografia, além de aprender com entidades e profissionais da imagem técnica, entre eles: Rui Faquini, Rodrigo Baleia, Angela Magalhaes, Fernanda Chemale, Rogerio Reis, Evandro Teixeira, Fernando Bueno, Orlando Britto, Marga Pasquali, Leopoldo Plentz, Isabel Amado, Mayra Rodrigues, Delfim Martins, Eduardo Bueno, Hamdam e, finalmente, Claudio Edinger, o palestrante master.

Fernando Bueno e Eduardo Biermann. Foto: Schari Kozak.

Eduardo Biermann. Foto: Schari Kozak.

Neste dia, vários alunos atuais do Centro de Fotografia foram até Canela. A seguir, eles tomam a palavra para comentar o evento:

“Eu achei bem interessante as dicas do banco de imagens, eles não aceitam qualquer coisa”, afirma Renan Reloken Stein relembrando a palestra que reuniu Delfim Martins e Mayra Rodrigues para falar do mercado de fotografia, os direitos autorais e a comercialização de fotografias em banco de imagens.

Claudio Edinger e Peninha. Foto: Rodrigo Baleia.

Claudio Edinger e Peninha. Foto: Eduardo Biermann.

A arquiteta Wu Day Yi, também aluna do Curso Avançado se impressionou especialmente com a palestra “Mulheres Caiapós”, de Rui Faquini: “Ele realizou um projeto de capacitação em que ele ensinava índias a lidarem com máquinas fotográficas e registrarem o seu cotidiano. Na mão delas a máquina não era algo invasivo e as têm algumas fotos lindas!”

“Gostei muito do trabalho da Fernanda Chemale que eu ouvia falar, mas não conhecia”, comenta o aluno Luiz Heitor Marini. Ele apreciou, principalmente, o ambiente social do evento e a hospitalidade da cidade: “Eu gostei de estar ali, encontrei amigos, fotógrafos das antigas, pessoas bem entusiasmadas. E senti uma grande simpatia nas pessoas da cidade. Quando eu ia pedir informações, elas já identificavam que eu estava participando do Festival pelo crachá e me tratavam muito bem”.

5
abr

Canela Foto Workshops tem início no dia 10 de abril

Na semana que vem, mais precisamente de 10 a 14 de abril, o Rio Grande do Sul sedia um dos mais importantes encontros fotográficos do país, o Canela Foto Workshops. Com 11 anos de história, o evento reúne tradicionalmente grandes nomes nacionais e internacionais do setor, permitindo que profissionais e amadores convivam, instruam-se e divirtam-se em um cenário ideal para o aprendizado e a prática fotográfica. Como de praxe, diversos professores e ex-alunos do Centro de Fotografia da ESPM-Sul já tem sua presença confirmada, entre eles Manuel da Costa, Clóvis Dariano, Guilherme Lund, Leopoldo Plentz , Raul Krebs, Ricardo Kadão Chaves, Zé Paiva, Eliane Heuser e Carlos Heuser.

Fotógrafos, empresários e profissionais da imagem, além de professores e alunos universitários de todo o país farão parte das dezenas de atividades que vão tomar conta da cidade durante quatro dias. Dez workshops, sediados na Casa de Pedra e nos hotéis Continental e Klein Ville, estão confirmados na agenda. Vale destacar “Trabalho Autoral e Produção de Livros Fotográficos”, com Cláudio Edinger e aqueles ministrados por professores da ESPM-Sul: “Fotografia em Estúdio”, com Clóvis Dariano; “Cultura Fotográfica – Da Prata ao Pixel”, com Leopoldo Plentz; “Iluminação com Flash Portátil”, com Guilherme Lund; “Fotografia da Natureza”, com Zé Paiva. Além disso, o casal de alunos formados pelo Centro, Eliane e Carlos Heuser, ministrará “Construindo narrativas através da Fotografia”. A artista plástica Isabella Carnevalle, que também já passou pelas salas da ESPM-Sul como professora, dará seu workshop de Cianotipia, “Blue Print”.

A programação também inclui uma série de palestras, além de duas mesas redondas imperdíveis, que contarão com nomes como Evandro Teixeira, Luiz Carlos Felizardo, Orlando Britto, Ricardo Chaves e Eduardo Bueno. No time que integra as mostras expositivas está Raul Krebs, com “Lindas de Morrer”, Leopoldo Plentz com “Aparados da Serra” e José Paiva com “Tocantins”, apenas para citar alguns exemplos. Além dessas, outras exposições e trabalhadores estarão distribuídos em locais estratégicos de Canela com o propósito declarado de “vestir a cidade com fotografias”.

De acordo com os organizadores do evento, o fotógrafo Fernando Bueno e a jornalista e produtora Liliana Reid, o CFW começou a ser desenhado a partir de encontros semelhantes em lugares como Carmel e Santa Barbara na Califórnia, Rockport no Maine, Santa Fé no Novo México, Harles na França e Toscana na Itália – locais que tem em comum a beleza de suas paisagens, como Canela. Localizada nos Campos de Cina da Serra, a cidade gaúcha é privilegiada pelo clima, a natureza, a variedade de luzes e a forte vocação turística, o que motivou a criação do projeto, em 2002. Desde 2012, os colaboradores trabalham, também, para a criação do Instituto de Fotografia e Artes Visuais de Canela nas ruínas do antigo casino, como já contamos aqui.

As inscrições podem ser feitas neste link.

20
ago

6ª edição do FestFotoPoa começa amanhã

Amanhã, dia 21 de agosto, terá início a 6ª edição de um dos mais importantes eventos do calendário fotográfico do Estado: o Festival Internacional de Fotografia de Porto Alegre, mais conhecido como FestFoto. A pauta desse ano do evento é “A Experiência Coletiva” e pretende debater movimentos importantes dos campos da pintura, música, cinema, literatura, teatro que se consolidaram através dessas experiências em grupo, fazendo a história da arte no século 20 se fundir com a própria história da humanidade. A fotografia, pensada dentro desse contexto, frequenta todos os campos da arte e da documentação social, sempre como uma prática democrática. Afinal, está presente tanto nos salões da grande arte quanto na intimidade familiar, percorrendo as mais diversas formas de experiência coletiva.

Fotógrafa homenageada: Nair Benedicto

Nair Benedicto. Foto: Gustavo Tissot.

O fotógrafo homenageado da edição deste ano é Nair Benedicto, que tem sua produção voltada para temáticas sociais, especialmente as que envolvem crianças, mulheres, populações indígenas e ecologia. Jornalista formada em Comunicações pela USP, participou de várias exposições nacionais e internacionais como fotógrafa e editora e teve seu trabalho publicado em jornais e revistas brasileiras e estrangeiras.

Mulheres do Sisal Bahia. Foto: Nair Benedicto.

Foto: Nair Benedicto.

Tem fotos integrando os acervos do MOMA – Museu de Arte Moderna de Nova York, do SMITHSONIAN de Washington, do MAM-Museu de Arte Moderna em São Paulo e no Rio de Janeiro, do Patrimônio Histórico da Cidade de São Paulo, e da coleção Pirelli-MASP. Além disso, é uma das fundadoras da Agência F.4 e do Nafoto-Núcleo dos Amigos da Fotografia, cuja atuação permitiu a abertura de museus importantes, como o Masp. O evento começará com a abertura de sua exposição.

Convidado Internacional: Josef Koudelka

Retrato de Josef Koudelka.

Em 1968, o tcheco Josef Koudelka, na época com 30 anos, não tinha experiência com fotojornalismo, clicando peças de teatro e a vida de famílias ciganas de forma despretensiosa. Foi em 21 de agosto que sua vida passou por uma mudança radical, bem como a de seu pais. Naquela noite, que amanhã completa 44 anos, os tanques do Pacto de Varsóvia invadiram Praga, encerrando o curto período de liberdade política da Tchecoslováquia. No meio do caos representado pela invasão soviética, Koudelka foi para as ruas com sua câmera e acabou entrando na história por documentar historicamente a Primavera de Praga.

Primavera em Praga. Foto: Josef Koudelka.

Primavera em Praga. Foto: Josef Koudelka.

A data de abertura de sua exposição é 6 de novembro, às 19h. Com apoio da Fundação Aperture e da Magnum Photos.

O evento ainda contará com oficinas, seminários, palestras, lançamentos e etc. Confira a programação completa, que ainda está em construção, no site oficial.